Estrada Real: tudo o que você precisa saber para começar a se aventurar

Estrada Real

A Estrada Real foi um dia a rota por onde as riquezas do nosso país passaram para chegar à família real portuguesa. Hoje, tornou-se um dos mais importantes circuitos turísticos do Brasil.

Quem percorre qualquer um de seus quatro caminhos, decerto encontra cidades lindíssimas rodeadas por montanhas e belezas naturais, com seus casarões coloniais. Muito além disso, encontra o endereço onde importantes fatos aconteceram, marcando para sempre a nossa história. 

O que é a Estrada Real?

Na época em que o Brasil era colônia de Portugal, foi criada uma rota que ligava o litoral do Rio de Janeiro a regiões do interior do país. As estradas abertas serviam para que os bandeirantes transitassem com os recursos extraídos (como por exemplo ouro e pedras preciosas). Esses caminhos ficaram conhecidos como “Estrada Real”.

Abrir outra trilha ou estrada além da oficial autorizada pela Coroa Portuguesa, era considerado crime, já que a nova passagem poderia ser usada para fuga e/ou contrabando.

Os 4 Caminhos da Estrada Real

A Estrada Real conta com 4 caminhos. São conhecidos como Caminho Velho, Caminho dos Diamantes, Caminho do Sabarabuçu, e Caminho Novo.

Caminho Velho

Ligava Vila Rica (atual cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais), a Paraty/RJ. De Paraty, as riquezas eram levadas até a cidade do Rio de Janeiro pelo mar, e de lá para Portugal, em navios.

Mapa do Caminho Velho
Mapa do Caminho Velho | Fonte: Instituto Estrada Real

Caminho dos Diamantes

Muitas pedras preciosas foram encontradas na região de Diamantina. Era preciso, então, ligar a cidade (que na época se chamava Arraial do Tijuco) à outra rota, chegando ao Rio. Assim surgiu o Caminho dos Diamantes, de Diamantina até Ouro Preto.

Mapa do Caminho dos Diamantes da Estrada Real.
Mapa do Caminho dos Diamantes | Fonte: Instituto Estrada Real

Caminho do Sabarabuçu

Enquanto passavam pela região da Serra da Piedade, os bandeirantes viram algo brilhando no alto da montanha, e pensaram que era ouro. Ao chegar lá, descobriram que se tratava de minério de ferro. Esse pequeno percurso teria sido usado posteriormente como rota comercial.

Mapa do Caminho do Sabarabuçu, na Estrada Real
Mapa do Caminho do Sabarabuçu | Fonte: Instituto Estrada Real

Caminho Novo

Piratas abordavam os barcos que iam de Paraty até a cidade do Rio. Com o fim de evitar os saques, a Coroa Portuguesa decidiu alterar esse trajeto. Criou-se o Caminho Novo, que não só era mais seguro, como também mais rápido. Ia de Ouro Preto ao Porto Estrela, no Rio.

Mapa do Caminho novo da Estrada Real
Mapa do Caminho Novo | Fonte: Instituto Estrada Real

Nota: os mapas contidos neste tópico são do Instituto Estrada Real. Acessando o link na legenda de cada imagem, você será direcionado para o site deles, onde poderá fazer o download do respectivo mapa/caminho.

Instituto Estrada Real

Hoje em dia, a Estrada Real tornou-se um grande projeto; sendo a maior rota turística do Brasil!

Por isso, foi criado, em 1999, o Instituto Estrada Real. Eles são os responsáveis pela organização, divulgação, e gerenciamento da rota enquanto produto turístico.

Vale a pena entrar no site deles antes de começar a viagem! Afinal, as informações completinhas estão todas lá. Dados históricos, download de mapas, coordenadas para GPS, e até da altimetria de cada um dos caminhos!

Além de lindo, o site é intuitivo e conta com tudo o que você precisa para montar seu roteiro pela Estrada Real.

Circuito Turístico

Você pode escolher qualquer um dos quatro roteiros. Acesse o site do Instituto e verifique todas as informações necessárias, de acordo com a forma que você deseja percorrer: de carro, de bicicleta, à cavalo, ou até mesmo a pé!

Sinalizações

Mesmo com todos os aparatos, ainda existe a possibilidade de ter dúvidas no caminho. É por isso que ao longo de toda a Estrada Real, em pontos como bifurcações ou trevos, existem marcos sinalizando.

Basta olhar neles para saber em que ponto você está e qual a direção seguir. Ahh, não esqueça de conferir no site também, a forma certa de ler as informações do marco!

Passaporte

Todo viajante sonha com um passaporte cheio de carimbos, né? Pensando nisso, o Instituto Estrada Real criou um passaporte exclusivo para quem deseja fazer o circuito!

Como fazer o passaporte da Estrada Real?

  1. No site do Instituto Estrada Real, você terá que preencher a Ficha do Viajante, para solicitar seu passaporte.
  2. Devem ser preenchidos dados como nome, data de nascimento, sexo, CPF, endereço, email, etc.
  3. Em seguida, responda às questões sobre sua viagem. Data, qual dos caminhos irá percorrer, qual meio de transporte será usado, etc.
  4. Escolha a cidade onde você deseja retirar seu passaporte: ao opções são Cocais, Diamantina, Glaura, Ouro Preto, Paraty, Petrópolis ou Tiradentes.
  5. Depois disso, você receberá um email com um código. Tire o print ou imprima este email, e leve até o ponto de retirada. Embora seja gratuito, você deve levar 1 kg de alimento.

Quando preenchemos nossa ficha, tivemos algumas dúvidas. Afinal de contas, não sabíamos qual seria o meio de transporte, qual caminho, ou quando faríamos a viagem pela Estrada Real. Preenchemos qualquer data, e escolhemos um dos quatro caminhos aleatoriamente. Não tivemos qualquer problema com isso. Caso você tenha a mesma dúvida, fique tranquilo! Apenas preencha todos os campos, mesmo que não tenha certeza.

Outra coisa: no email de confirmação está a informação de que aquele código é válido por 60 dias. Quando fui ao ponto de retirada, os passaportes tinham acabado. Só chegaram meses depois. Ao tentar refazer o cadastro, o site informava que eu já havia solicitado. Então, mesmo com o email e código com mais de 60 dias, consegui pegar meu passaporte.

Carimbos

Com o passaporte da Estrada Real em mãos, é só partir para conhecer os destinos! Ao chegar nas cidades, você pode ir até o local indicado e carimbar o seu. Algumas cidades possuem mais de um endereço para carimbar. Basta escolher um.

Cada carimbo foi feito com um ponto turístico da cidade em questão. Acima da imagem, será registrada também a data em que você passou pela cidade.

Carimbo da cidade de Petrópolis no passaporte da Estrada Real.
Carimbo de Petrópolis no meu Passaporte da Estrada Real | Foto: Mallê

Fique atento: nem todas as cidades da Estrada Real possuem carimbo. Há uma lista completa no site, com endereço dos estabelecimentos que carimbam.

Certificados

Não bastasse a viagem, e a ideia incrível de ter um passaporte exclusivo, ainda tem os Certificados!

Cada roteiro é composto por determinadas cidades. Quando você carimba seu passaporte em destinos de um mesmo Caminho, você pode solicitar um certificado.

Há um número mínimo de carimbos por caminho:

Caminho dos Diamantes: 10 carimbos
Caminho Novo: 8 carimbos
Caminho Velho: 14 carimbos
Caminho do Sabarabuçu: 04 carimbos

Se você percorrer os 4 caminhos, recebe o Certificado Especial, descrito pelo Instituto Estrada Real como o “reconhecimento máximo”.

Ainda não conhecemos muitas cidades. Estamos longe de alcançar qualquer certificado. Mas estamos planejando para muito em breve, alguns municípios.

Você já conhece a Estrada Real? Espero que agora você tenha ainda mais ânimo pra viajar pelo Brasil, que tem destinos incríveis!